Terça-feira, 17 de Outubro de 2006
Pirotecnia servida aos tremeliques
Neste Sábado passado tivemos mais um tremor de terra. Algo forte pois foi o suficiente para me acordar – isto eram cerca de 6 da matina! Vinte segundos de tremeliques e eu à espera que aquilo acabasse para poder voltar a dormir! O epicentro foi a coisa de 70 km da costa, ao largo de Tóquio, com uma intensidade de 5 na escala de Richter.
Também neste fim de semana tivémos o festival de fogo de artifício de Tsuchiura, uma pequena cidade a cerca de 20 km de Tsukuba. Todos os anos, por esta altura, as companhias pirotécnicas juntam-se num certame para apresentar as suas novidades. No final do dia competem entre si para ver quem consegue produzir os efeitos mais espectaculares. Disseram-me que poderia assistir ao espectáculo do topo do meu prédio. Fi-lo mas o que vi não me impressionou. Pensava eu que era tudo fogo de vista, muita publicidade para nada. Isto antes de ver as fotos daqueles que lá estiveram. Uns quantos de nós decidiram ir assistir ao concurso e os relatos e imagens que trouxeram deixaram-me arrependido de não ter ido também. Por isso está decidido, para o ano lá estarei (eu e as outras 200000 pessoas que anualmente lá vão).
Entretanto umas notas de Japonês – sabem como é que se diz espada? Katana! Não vos diz qualquer coisa? E peixe? Sacana! Sério, não estou a brincar. Contava-nos o prof de Japonês que os portugueses chegaram cá levados por um tufão. Na verdade, as naus portuguesas tinham rumo apontado para as Filipinas mas quando a tempestade os apanhou em alto-mar, levou-os para território nipónico. Os portugueses abrigaram-se no porto local, e em retribuição da ajuda dos locais no conserto das naus, adivinhem o que lhes oferecemos – espingardas! E assim iniciámos o armamento destas terras asiáticas. Pois, talvez tenhamos a nossa quota parte de culpa pelo que se passa na Coreia do Norte!
 
PS: Finalmente recebi o meu primeiro salário em yenes. Um envelope azul enorme contendo o recibo foi-me pessoalmente entregue pela Erika. Agora posso começar a procurar os últimos modelos de gadgets electrónicos e perder-me na showroom da Sony sem me sentir absolutamente frustrado.


publicado por pmfjcosta às 15:23
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

The end (sort of)

Chinesices

A preguiça ao poder

Espreitando o mundo da al...

Pirotecnia servida aos tr...

Um chapéu de três bicos

Talk shows japoneses

Um novo sensei: Nakagawa-...

Martin, contador de histó...

A Tour Eiffel, ao vivo e ...

arquivos

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

links
Poll
Stats
blogs SAPO
subscrever feeds