Segunda-feira, 23 de Outubro de 2006
Espreitando o mundo da alta
Na sexta passada tivémos uma visita guiada pelas instalações dos NIMS. Na realidade, este Instituto é composto de 5 campus sendo os 3 principais localizados em Tsukuba (Namiki - onde trabalho, Sengen e Sakura). A enorme quantidade e qualidade da instrumentação é absolutamente fenomenal. Eu que já estava rendido aos encantos de Namiki, fiquei ainda mais impressionado ao finalmente compreender a dimensão gigantesca do NIMS. Senão vejamos: só em microscópios electrónicos isto parece uma autentica feira, três MeV (dois em Sakura e um em Namiki), uma estacão de fabricação e análise de nanoestruturas UHV com todo o tipo de aparelhos para estudos de superfícies e estruturais (só conheço um outro lab no mundo com uma igual, isto é, o Centro JT Watson na IBM), TEMs com correctores de aberrações, uma dezena ou mais de FEG-TEMs, ... acho que eles têm mais microscópios neste instituto do que existem em toda a Inglaterra! Do lado dos NMR acho que basta fazer referência ao monstro de 930 MHz para estudo de estado sólido. Dizem que não há outro igual no mundo! Pois é, imaginem o que não é possível fazer com tudo isto! Enfim, de ficar de boca aberta literalmente!
Há uns dias atrás fui a um jantar da Sociedade de Oxford e Cambridge em Tóquio. Este clube foi-me recomendado por uma amiga em Cambridge e reúne os ex-membros destas universidades que vivem no Japão. Eu inscrevi-me, deixei o meu nome para o jantar e quando lá cheguei estava à espera de encontrar uma série de japoneses excêntricos. Pois se eles lá estavam, a bem dizer, também não faltavam os gaijins. Trata-se, na verdade, de uma sociedade bastante internacional. O presidente actual é o Embaixador do Reino Unido.
O jantar em si foi no chamado Tóquio Club sito no distrito de Roppongi (ao qual já aqui me referi). Este é um clube de gentlemen tipo os de Londres. No Reino Unido, tive a oportunidade de conhecer um destes famosos clubes, mais precisamente o Oxbridge Club, no Pall Mall. Tal ocasião foi-me apresentada aquando do lançamento de uma fundação benemérita por um amigo meu. Claro está fiquei deveras impressionado pelo fausto. Estes clubes, para quem não sabe – pois, não leram as crónicas do João Carlos Espada no Expresso, está visto! – são uma tradição da upper-class Londrina e eram bastante famosos na época vitoriana e princípios do século XX. Nessa altura, era estritamente vedada a entrada a mulheres. Os membros necessitavam preencher uma série de rigorosos requisitos – entre os quais ser rico e poderosos, claro está! Hoje muito dos preconceitos caíram mas a selecção de membros é ainda bastante restrita (só por convite). E continuam porventura a servir de plataforma para contactos de alto nível. Aí convive-se, de copo de porto na mão, com ministros, lords, directores de empresas, políticos, estrelas do show-business, etc...enfim a grã-finagem toda. Voltando a Tóquio... pelo pouco que vi respira-se o mesmo ar de elitismo. Entrei no edifício ultra-moderno, apresentei o meu convite e fui guiado a uma sala onde se encontravam os comensais de Oxbridge. Foi como voltar aos tempos da high-table!
Ao meu lado estavam sentados catedráticos da universidade de Tóquio, altos quadros de bancos de investimento (tipo Merryl Linch e companhia), directores de empresas, etc...enfim gente importante. Pois...isto parece-me muita areia para a minha camioneta, dizia cá para os meus botões! O que vale é que havia mais uns pouco da minha idade! Mas foram todos bastante acolhedores...não tenho realmente razão de queixas. Uff...safei-me desta! De qualquer forma embora não seja bem my cup of tea, acho que este clube é uma porta escancarada para a alta roda empresarial e académica nipónica. No fim do jantar estavam-me a convidar-me para o próximo evento que terá lugar na Embaixada da Coreia do Sul. A ver vamos se tenho coragem!


publicado por pmfjcosta às 15:13
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

The end (sort of)

Chinesices

A preguiça ao poder

Espreitando o mundo da al...

Pirotecnia servida aos tr...

Um chapéu de três bicos

Talk shows japoneses

Um novo sensei: Nakagawa-...

Martin, contador de histó...

A Tour Eiffel, ao vivo e ...

arquivos

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

links
Poll
Stats
blogs SAPO
subscrever feeds