Segunda-feira, 14 de Agosto de 2006
Ciao Italia - I
Uns dias de interregno mas com uma boa razão - acabo de chegar da Itália. É preciso dizer que para 4 dias tivemos bastantes aventuras!
Primo Giorno : eu e a Mar. apanhámos o autocarro das 3.45 para Stansted (bom, teoricamente pois este veio com 30 minutos de atraso). Chegando a Stansted , um cenário quase dantesco - aparte as obras, havia polícia estacionada a barrar algumas entradas, agentes armados com metralhadoras. Estranho, muito estranho. 5 da manha, terminal de partidas – uma imensa multidão enchia o aeroporto. A esta hora da manha? Dirigimo-nos para o guichet de check-in onde nos disseram que só podíamos levar para bordo um saco de plástico com dinheiro e documentos. Tudo o resto tinha de ir para as bagagens! Ora esta é que nunca vi! O resultado foi claro toda a gente a refilar e para ser pior, muito pouca informação sobre o que se passava. Repetiam que não podíamos levar bebidas ou tão pouco livros para bordo. Os rumores eram que haviam uns aviões militares israelitas a fazer escala em Stansted vindos dos US .
No meio desta confusão encontrámos o Poov . Fomos para as portas de embarque. Passar a segurança foi uma outra aventura! Eu e a Mar ainda nos safamos mais ou menos, mas o Poov esteve quase 1h30 para passar a imigração (ele é da África do Sul). Depois de tudo isto ainda estivemos à espera mais uma hora no avião! Resultado: partimos com umas 3 horas de atraso!
Seria bom que o azar (ou a esfiga , como os italianos lhe chamam) tivesse ficado por aqui. Mas não, o pior estava para vir.
Chegados a Pisa, com um valente atraso, a Ol esperava-nos para nos levar a visitar a famosa Torre de Pisa. Claro que antes andamos às voltas no trânsito de Pisa – guiar nas ruas de cidades italianas é preciso todo um curso avançado de condução! Estacionámos o carro e fomos ver a torre – aquilo é mesmo inclinada. Realmente parece incrível como não cai! Tal qual italianos, fomos comer um esparguete. Seguimos de volta para o carro eram umas 3 da tarde.
Pois não é que quando chegámos ao Fiat Punto da Ol , tínhamos sido roubados! Levaram todas as mochilas! E não é que estivessem à mostra ou coisa do género! Uma autentica telenovela! Perdemos todas as roupas, chaves, etc...a Ol , coitada, ficou sem a câmara de filmar, a máquina fotográfica, uma porrada de dinheiro, etc...Porca miséria! Tivemos de passar umas horas na esquadra dos Carabineri para apresentar queixa. Enfim, certo é que já não voltamos a ver o nosso material!
Chegámos bem desanimados a casa dos pais da Ol e eles foram muito simpáticos. Tem uma casa muito bem situada no alto da colina com vista para a baía de La Spezia . O pai dela que está reformado da marinha mercante e agora dedica-se a produzir vinho e azeite. A Ol ia fazendo de tradutora mas eu também conseguia entender-me mais ou menos com eles, misturando italiano, espanhol e português q.b.! Enfim, apesar de todas as desgraças o dia valeu bem a pena. Depois do jantar, fomos para a aldeia de Pignone onde ficamos na pensão. Bem castiço e muito sossegado.
 


publicado por pmfjcosta às 22:37
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

The end (sort of)

Chinesices

A preguiça ao poder

Espreitando o mundo da al...

Pirotecnia servida aos tr...

Um chapéu de três bicos

Talk shows japoneses

Um novo sensei: Nakagawa-...

Martin, contador de histó...

A Tour Eiffel, ao vivo e ...

arquivos

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

links
Poll
Stats
blogs SAPO
subscrever feeds